21 de outubro de 2016

Coluna da Ravs: Sobre o 'Lado B' das Histórias por trás do sofrido romantismo

                    "Eu bebi saudade a semana inteira, pra domingo você me dizer que não sabe o que quer e não quer mais saber."

                    Inhaí babys.
                    Hoje eu vim com mais um textinho para reflection.
                    Nessa semana eu descobri essa coisa maravilhosa chamada Esteban, o Tavares que era da Fresno. Suas músicas são embaladas de uma poesia doce, uma sensibilidade incomparável, mas de um sofrimento bem descritível e notável.

                    Começando por esse trecho, no título do texto. O nome da música é "Segunda-feira".
                    Óbvio que cada um terá uma interpretação diferente sobre o que cada música quer dizer. Eu jamais poderia deixar de enfatizar o que eu penso sobre cada história: Você geralmente escuta apenas um lado dela, quando na verdade, ela tem dois.
                    Então, na música, a gente tem aquela impressão de que essa pessoa, a quem ele escreveu essa letra (se é que ela existe mesmo), é uma pessoa desapegada de sentimento. Quando ele diz que "A tua diversão é me escrever para dizer que acabou de chegar, que passou por aqui, e não quis me chamar". Parece mesmo que a outra, a quem ele fala, tem prazer de fazer isso. Parece que a outra pessoa sente prazer no sofrimento dele, que ela gosta de vê-lo se humilhar, de mandar mensagens, de "estar nem aí", quando que, na verdade, essa pessoa apenas pode estar em um momento diferente do dele.
                    Essa pessoa pode estar gostando apenas de si própria. Pode não estar pronta para o amor, mas ainda assim, saber o que sente por ele. Envolve outros fatores além disso. Envolve o auto-reconhecimento.
                    Não é que a gente precise ter certezas para tudo nessa vida. Inclusive, eu li um texto essa semana que falava exatamente sobre isso: O tanto que pessoas com certezas são chatas. Entediantes mesmo.  (Você pode ler esse texto aqui)
                    Também não estou falando que ter incertezas no amor é uma coisa agradável, ainda mais quando existe ansiedade no meio disso tudo. Mas é óbvio que a outra pessoa não é assim de propósito. Pode ser que exista um motivo para ela ser assim, então não há muito o que fazer, se não ter paciência, ou partir para outra.
                    A música é linda, e eu a escutei umas 50x só essa semana, assim como as outras dele. Quase todas muito confidentes de um sofrimento quase tocável. Mas é bom acender o outro lado dessa história.
                    Então, num resuminho:
                   Tudo bem se você não souber de verdade o que está sentindo pela outra pessoa. Só certifique-se de ser sincero (a). Certifique-se de que está tudo esclarecido entre vocês, e que você não mantém nenhuma expectativa no outro.
                    Isso não significa estar em cima do muro. As vezes, pela precipitação desse sentimento, você pode acabar estragando algo que poderia ser lindo no final.
                   Terminando esse texto agora, me vem o filme "500 Days of Summer", onde,(SE VOCÊ NUNCA VIU, ALERTA DE SPOILER AQUI, ENTÃO NÃO ME XINGUE DEPOIS, SE CONTINUAR LENDO <3)  no final, a primeira vista, a maioria das pessoas odeiam a Summer, por ela parecer a escrota, filha da puta, sem sentimento, por não querer um cara tão bom, tão lindo, tão singular...                            
                  Acontece que a Summer é o lado B dessa história. Seria até legal se fizessem uma versão dela, esclarecendo essas entrelinhas. Ela só estava num momento Summer, de não querer ter certezas, de não querer profundezas, ou apenas de não querer estar com ele. Que mal há nisso? Você não pode se forçar a ficar com ninguém só por que esse alguém te ama. Tem que ser recíproco.

                     Se você leu até aqui, espero que tenha compreendido a mensagem, e obrigado pela paciência por ler esses textos aleatórios sobre essas reflexões.
                      E ah, escutem Esteban. É lindo!

                      Beijos da Ravs.






Comente com o Facebook:

1 comentários:

  1. Ai tocou no meu coração e me fez refletir, seu post foi o mais lindo que vi hoje.
    http://souadultaagora.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Veja também: Plugin for WordPress, Blogger...